quarta-feira, 2 de maio de 2012

Poema 13


Foda.

Te chutamos a boca
Teus dentes voaram
Eram miríades de sangue

Te chutamos a cabeça
Eras um Bobblehead Bufônico
Tuas orelhas, gangorras

Ri agora, filho da puta.
Dissemos,
Desdentado, obedeceu

Sentimos os ossos e
O estraçalhamento do couro
com couro
das nossas botas
Contato
Teu corpo era só carne
E a carne é amor
O contato é sexo

Te surramos como fodemos nossas garotas

Agora temos que te enterrar.





Imagem: Travis Smith

Nenhum comentário:

Postar um comentário